A falácia do Nerd Quintessencial e outras generalizações igualmente burras

Hoje, lendo sem muito interesse mais um daqueles posts do tipo “10 motivos para casar/namorar/dar para/amar um nerd” me percebi muito incomodado com a crescente esquizofrenia do estereótipo de nerd que está sendo apropriado pelo hype da internéta. Posto que em 33 anos não encontrei uma só pessoa que não concordasse com a afirmação simples de que eu sou um nerd, e posto que não me vejo em quase nada representado pelo estereótipo de nerd que fazem por aí (e aproveitando que estou querendo voltar a escrever aqui, claro!), achei que valia a pena fazer um rápido disclaimer sobre as fantasias que andam difundindo a respeito de nós… err… dos nerds.

Antes de mais nada, pessoas são pessoas e não rótulos. Não existe aquele formatinho de gente que é presumido por estes rótulos, e quando se encontra alguém que se encaixa muito direitinho neles, pode saber que você está frente a alguém que está tentando fingir o que não é. Mas disso você já sabe, ou ao menos eu acredito que saiba. Ao contrário da maioria dos jornais e dos blogues-de-pessoas-que-gostariam-de-ser-tão-lidas-quanto-os-jornais, eu não duvido da inteligência do meu leitor.

Então vamos a alguns pontos que me incomodam neste tal estereótipo do nerd.

1 – Nem todo nerd vai ficar rico que nem Bill Gates. Aliás, esta é a mais óbvia. A grosso modo, quase todas as pessoas que eu chamaria de nerds ou a) passam a vida inteira batalhando para ganhar dinheiro (não muito, infelizmente) com uma integridade e idealismo (e uma cabeça dura) quase cavalheirescos, ou b) fazem algum concurso público para ter dinheiro e tempo para curtir suas nerdisses. Na média, nerds tem tanto dinheiro quanto qualquer outro mortal trabalhador, embora por vezes costume gastá-lo com coisas diferentes. Pretty boring, eh?

2 – Nem todo nerd é tecnófilo. E eu me arrisco a dizer que muitos nerds tem tanta afinidade com tecnologia quanto qualquer outra pessoa. A sedução dos gadgets, videogames e computadores pode ser poderosa, principalmente para gente curiosa que nem aqueles que podemos chamar de nerds, mas se engana quem acha que todo nerd é capaz de consertar o seu computador ou te ensinar a operar o seu microondas. Muitos são, inclusive, completamente ignorantes e desinteressados nestes assuntos, tendo outros interesses.

3 – Nem todo nerd é sensível. Pelo contrário! A maior parte das pessoas que eu chamaria de nerd é tão ou mais machista, truculenta, ignorante e avessa a reflexões sociais quanto qualquer outro tipo de pessoa. E não ache que ter sofrido bullying na escola (o que não é tão frequente quanto os estereótipos sugerem) torna ninguém mais sensível às dificuldades alheias. O mais comum é que a gente fantasie por muitos anos sobre como seria bom estraçalhar aqueles bullys (que muitas vezes são tão vítimas quanto suas vítimas), e não sobre como é importante compreender as dificuldades alheias. Eu me arriscaria a dizer que sensibilidade e nerdisse são dois traços quase completamente sem correlação.

4 – Nem todo nerd sabe falar sobre todo tipo de assunto. Novamente, pelo contrário. A boa maioria das pessoas que eu chamaria de nerds bem que apresentam um leque bem amplo de interesses, mas tendem a falar só daquilo que os interessa no momento (como qualquer outra pessoa). Logo, é tão provável que um nerd converse sobre tudo quanto que ele insista em discutir (mesmo que seja com as paredes) sobre o quanto Beren e Luthien é a parte mais chata do Silmarillion, ou o quanto o videogame que estão jogando atualmente é fodão. Igualzinho a qualquer outra pessoa, só que mudando os temas.

5 – Nem todo nerd é um parceiro/parceira ideal. Vamos direto ao ponto: é parte do estereótipo que os nerds geralmente são uns encalhados, e fica subentendido que em todo este tempo de “abandono” eles desenvolvem aptidões especiais, quase mágicas, de agradar o parceiro/parceira e se tornar o par perfeito. E isso é uma afirmação tão absurda a respeito dos nerds quanto seria se fosse feita a respeito de qualquer outro grupo. Antes de mais nada, não é o mais comum, mas muitos nerds tem uma extensa história de relacionamentos — muitos deles muito bem sucedidos e nada trágicos — desde os tenros anos da adolescência. Além disso, para aqueles — talvez a maioria — que tiveram poucos relacionamentos na vida, o mais comum é que cometam tarde erros que talvez cometessem mais cedo se tivessem chance, e só. Quanto a saber dar mais valor ao parceiro/parceira por conta da “raridade” de relacionamentos em sua vida: bem… é tão provável que isso aconteça quanto é provável que o pobre nerd fique inebriado pela recém-descoberta desejabilidade e resolva sair tentando chegar junto de todo mundo. Gente é sempre uma caixinha de surpresas, e embora alguns nerds sejam (como atestariam seus companheiros e companheiras) EXCELENTES parceiros, isso é tão ou menos comum do que o contrário — que sejam uns babacas que só vão te sacanear.

and last but not least…

6 – Nem todo nerd é um gênio incompreendido. Embora muitos gostem de fingir, ou até de acreditar, que o são, boa parte das pessoas que eu chamaria de nerds são tão inteligentes e espertos quanto aparentam — as vezes um pouco mais, e as vezes um pouco menos. Nem todo nerd é um grande profissional, nem todo nerd é um grande parceiro, nem todo nerd é interessante e cheio de assuntos. Em suma, tem nerd de tudo que é jeito. Não existe o nerd quintessencial, e boa parte das características atribuídas a nós…. errr… aos nerds são comuns a a apenas alguns de nós. Alguns são muito bem sucedidos desde cedo, inclusive em relacionamentos. Alguns realmente não dão certo em uma área ou outra, porque são mesmo uma negação — seja profissionalmente, afetivamente, ou até intelectualmente. Ser nerd não é necessariamente sinônimo de ser foda.

Ser nerd é uma questão de gostos, identidades grupais — como assistir certas séries, certas animações e certos filmes, de interesse por certas temáticas, certos tipos de lazer — como videogames, boardgames, RPG, e talvez alguns saberes que são comuns ao grupo. Mas para além disso, somos… errr… os nerds são absolutamente diversos, e por um motivo muito simples: Nerd é apenas um termo usado (com ou sem a anuência dos mesmos) para designar certas pessoas que “parecem” ser de um certo jeito. É um rótulo, no fundo apenas uma palavra com a qual algumas pessoas se identificam, e pela qual algumas pessoas são identificadas. Não existe o Nerd Quintessencial, da mesma forma que não existe o Surfista Quintessencial ou o Rastafari Quintessencial (e estes são termos que igualmente são apenas palavras, mas que no imaginário de alguns parece servir para “definir” pessoas).

Posto isso, contrate/namore/faça amizades com nerds por sua própria conta e risco, na medida das qualidades de cada um. Não temos certificado de garantia nem garantimos a sua satisfação, e pra piorar ainda tem muita falsificação — por mais sem sentido que elas sejam — por aí no mercado. E, de quebra, é melhor não gastar seu tempo lendo listas de 10 motivos para fazer isso ou aquilo. Servem, no máximo, para dar umas risadas. O problema é que tem gente que acredita em tudo que lê, por mais que isso me assombre…

P.S. E “Dia do Orgulho Nerd” era pra ser uma piada, mas tem gente que leva a sério. Por Tutatis!

P.P.S. Mas nerds tem, certamente, a maior fama de ter fetiches estranhos. Não totalmente imerecida.

P.P.P.S. 42, e não se fala mais nisso.

5 Respostas to “A falácia do Nerd Quintessencial e outras generalizações igualmente burras”

  1. há! sensacional, Duende. Curti a desmistificação.. Mas vou ali me afogar no vaso:/

    descobri que não sou um gênio incompreendido (kkk)

    • hahahahaha…

      Pois é. Eu até dei uma aliviada e nem entrei no mérito de que algumas dessas “falácias” são simuladas por nós… errr… pelos próprios nerds. hahahahah

      Mas, aê… existem os gênios incompreendidos também, oras. Tipo eu, por exemplo. hahahahah

  2. Oscilar entre a genialidade e a burrice absoluta é característica de nerds ou sou só eu?😄

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: